terça-feira, 19 de abril de 2011

Bebê dado como morto em exame é salvo por intuição materna

Mulher britânica se recusa a tomar remédios abortivos após ultra-som indicar ausência de batimentos cardíacos em feto. Oito dias depois, outro teste comprovou que a criança estava viva


   ReproduçãoA britânica Sofia Taylor, de 22 anos, recusou-se a acreditar no resultado de um exame de ultra-som durante agravidez: o coração do bebê havia parado de bater. Ao invés de tomar as pílulas abortivas que recebeu noRoyal Sussex County Hospital, em Brighton (Reino Unido), Sofia, resolveu esperar pelo próximo exame dali a oito dias. “Eles me disseram para me livrar do bebê, mas depois de três crianças, eu sabia como era se sentir grávida”, disse Sofia, que tem mais três filhas, ao jornal britânicoThe Sun.
A intuição da mãe estava certa: no teste seguinte, foi comprovado que a criança estava viva. Seis meses depois do incidente, com Bella-Mae nos braços, a mãe não cansa de repetir. “Ela é o nosso pequeno milagre.” A criança, que tem 15 dias de vida, nasceu prematura e após alguns dias recebeu alta.
Os pais da menina, segundo noticiou o jornal, foram bem atendidos pelo hospital durante o parto, mas, obviamente, continuam chateados com o erro cometido pela instituição.

4 comentários:

A Cegonha já chegou disse...

parabêns vc foi aganhadora já estamos começando a fazer o enchoval dos gemeos,quando engravidar me avisa pra louvar a Deus pela benção,como vamos fazer pra enviar aguardo vc no blog bjus!!!!

A Cegonha já chegou disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
A Cegonha já chegou disse...

meu e-mail é nonetemaria123@gmail.com.vamos confiar que logo eles chegarão bjus!!!!!desculpe queridapor tererrado o endereço tenho vários blogs!!!!!

A Cegonha já chegou disse...

não!!! foi sim querida,estou dizendo que removi o recado anterior por errar o e-mail, estou profetizando a vinda logo dos seus sonhos de ser mãe dos gemeos é isso bjus!!!!!